12 3904-2422
Acompanhe-nos nas redes sociais:
12 3904-2422
Como chegar

Notícias



por página
Exibir:


09/10/2020
Audi e-tron GT, que virá ao Brasil, iniciará produção em série ao lado do R8
Esportivo elétrico trará muitas inovações e tem estreia aguardada para o fim deste ano Recentemente confirmado de forma oficial para o Brasil, o Audi e-tron GT não será apenas um modelo destinado a expandir a gama de emissão zero da marca dos quatro anéis. Em um mundo feito de sinergias, compartilhamento de componentes e economia de escala, o próximo esportivo elétrico chegará ao mercado como um carro exclusivo e inovador em vários aspectos. Previsto para estrear em breve: ele será apresentado em sua forma definitiva no final do ano e, novamente antes do final de 2020, ele entrará em produção. Para a comercialização, entretanto, teremos que esperar até o primeiro semestre de 2021.   O Audi e-tron GT nascerá na mesma plataforma do Porsche Taycan e compartilhará uma boa parte do trem de força com seu 'primo' de Zuffenhausen. O esportivo da marca dos quatro anéis, porém, será feito inicialmente em pequenas quantidades e por isso, tecnologias de construção de última geração serão adotadas de forma artesanal. O esportivo também será o primeiro elétrico da montadora a ser fabricado na Alemanha. Ele sairá da fábrica de Heilbeonn, recentemente modernizada para acomodar a produção de modelos de edição limitada e que, graças a grandes investimentos, é capaz de integrar operações manuais com sofisticados processos robóticos.  Para a construção do e-tron GT, a Audi decidiu usar protótipos físicos pela primeira vez, para adotar operações altamente automatizadas e controles de qualidade sem precedentes. A mesma linha de produção do Audi R8 O e-tron GT nascerá em uma linha de montagem que consiste em 36 ciclos de trabalho. A maioria deles é compartilhada com o outro supercarro da empresa Ingolstadt, o R8, que também é produzido em Heilbeonn e também poderá se tornar elétrico no futuro, graças à Rimac. "O R8 e o e-tron GT são completamente diferentes - explicou Wolfgang Schanz , gerente da fábrica - mas graças a um bom trabalho de otimização do processo, fomos capazes de produzi-los com métodos semelhantes que aumentaram enormemente a qualidade e a eficiência".    Para alcançar esses resultados, a fábrica também recorreu à utilização de carrinhos automatizados, capazes de se movimentar sem condutor. Estes são os dados técnicos do conceito no momento: Bateria: 90 kWh Autonomia: 400 km Potência máxima: 590 CV 0-100: 3,5 segundos Velocidade máxima: 240 km/h Até o momento, ainda não temos informações técnicas sobre o e-tron GT definitivo nem podemos vê-lo com o visual de produção. Caso você não saiba, ele também será apresentado em uma versão S de alta performance, mas também neste caso, ainda é cedo para podermos especular que tenha alguma afinidade com o primo Taycan Turbo S. Porém, o "ronco" do e-tron GT já podia ser ouvido. É um som futurista criado no computador por meio de estudos aprofundados realizados também dentro de uma câmara anecoica. Lembra o som de uma nave espacial mas com um toque musical e quase sinfônico e tem a dupla vantagem de destacar o carácter elétrico do automóvel e destacar o sua personalidade esportiva. O som emitido pelo carro em movimento, que muda com a velocidade e aceleração e se modifica de acordo com a entrega de potência. Além disso, ele também se calibrará em diferentes níveis de ruído de acordo com o programa de condução definido pelo Audi drive select. Fonte: Insideev UOL
Ler mais
10/09/2020
Novo Audi A3 é testado no Brasil; hatch deve estrear no país em 2021
A nova geração do Audi A3 foi revelada no começo deste ano e já está à venda na Europa, Por aqui, a fabricante confirmou sua venda, mas não quis precisar uma data de lançamento. Enquanto isso, uma unidade com placas da Alemanha (!) roda em testes pelas estradas de São Paulo. Desta vez, UOL Carros flagrou o veículo em São Bernardo do Campo (SP), cidade conhecida por abrigar as sedes de várias montadoras, como Mercedes-Benz, Toyota e, claro, Volkswagen. Apesar da camuflagem é possível identificar o novo A3 por baixo do disfarce. Por se tratar de uma unidade destinada exclusivamente a testes, ela está equipada com rodas de aço sem calotas, que obviamente serão "substituídas" por rodas de liga leve no carro vendido no Brasil. Frente a seu antecessor, o hatch ganhou 3 cm no comprimento (4,34 m) e 3 cm adicionais na largura (1,82 m). A altura continua em 1,43 m e o entre-eixos também não mudou: 2,64 m. Por dentro, o A3 ganhou painel digital e uma nova central multimídia, bem mais moderna e com processador 10 vezes mais rápido do que o utilizado até então. Há várias assistências de condução, como frenagem autônoma de emergência e alerta de mudança de faixa. Opcionalmente, o cliente pode adquirir sistema de estacionamento semiautônomo, assistente de mudança de faixa, alerta de colisão em tráfego cruzado e piloto automático adaptativo. No mercado europeu, o novo A3 está disponível nas motorizações 2.0 TDI (com 116 cv ou 150 cv) e 1.5 TFSI, que entrega 150 cv. Sem data Procurada pela reportagem de UOL Carros, a assessoria de imprensa da Audi afirmou que "o veículo está no Brasil para testes de durabilidade, cujo objetivo é coletar dados sobre o comportamento do veículo considerando as condições locais, como clima e temperatura, diferentes terrenos e combustíveis". A fabricante também declarou que "ainda não há data confirmada para a chegada do novo A3 no Brasil". De toda maneira, UOL Carros acredita que o hatch deve estrear por aqui em 2021. Fonte: UOL Carros
Ler mais
11/08/2020
Audi e-tron é o carro elétrico mais vendido na Noruega em 2020
O Audi e-tron não é um carro barato, nem aqui e muito menos na Europa. Contudo, ele caiu no gosto dos consumidores noruegueses, tornando-se simplesmente o líder de vendas entre os carros eletrificados no país nórdico. Vendendo bem mais que players de peso do mercado, como Tesla Model 3 e Renault Zoe, sendo não só o mais vendido em julho, mas no período todo este ano. Foram mais de 6,4 mil unidades quase o dobro das vendas do VW e-Golf, por exemplo. Embora a Tesla tenha boa fama na Noruega, em vendas, o Model 3 está bem longe do crossover da Audi. Em julho, o e-tron vendeu 775 unidades e não foi seu melhor desempenho, tendo emplacado 832 carros em abril, por exemplo. O segundo mais vendido foi o Mercedes-Benz EQC, com 698 unidades. Apesar da vice-liderança em julho, o SUV da Daimler ainda é um estreante no mercado local com apenas 1.542 vendidos no semestre. No mês passado, as vendas de carros elétricos na Noruega chegaram a 4.408 unidades, tendo ainda mais 2.278 unidades de híbridos plug-in.   Os emplacamentos foram maiores que em junho, quando foram vendidos 5.043 unidades no geral. Contudo, o registro é 39,6 menor que o de 2019. O Audi e-tron tem 4,901 m de comprimento, 1,935 m de largura, 1,616 m de altura e 2,928 m de entre eixos, sendo vendido na Europa nas versões 50 Quattro e 55 Quattro. Na versão 50 Quattro, o Audi e-tron tem bateria de lítio de 71 kWh e autonomia de até 336 km. Já a versão 55 Quattro – que é aquela oferecida no Brasil – o alcance chega a 436 km. Além disso, o Audi e-tron S chegou recentemente para apimentar a performance do modelo, alcançando 504 cavalos e 99,2 kgfm, acelerando de 0 a 100 km/h em 4,5 segundos e com máxima de 210 km/h. Outra variante é a Audi e-tron Sportback, que também tem as mesmas especificações de performance, contudo, utilizando uma carroceria com inspiração em cupê. Fonte: Notícias Automotivas
Ler mais
10/07/2020
Audi Q4 Sportback e-tron Concept é novidade que aposta no estilo SUV-Coupé
Depois da onda SUV, agora é a vez dos SUV Coupés chegarem em todos os segmentos. Da mesma forma que o primo VW Nivus vem chamando atenção aqui no Brasil, a Audi atenta à crescente demanda revela o inédito Q4 e-tron Sportback Concept. Em apresentação virtual realizada a partir de sua sede na Alemanha, a marca das quatro argolas revelou os principais pontos do novo SUV elétrico destacando que, do ponto de visto técnico, é idêntico ao Q4 e-tron revelado no Salão de Genebra virtual. Obviamente a diferença está no estilo ainda mais arrojado. Os dois SUVs elétricos são considerados pela Audi como opções compactas e entrarão em produção já em 2021. Em termos de tamanho, são quase idênticos. O novo Q4 e-tron Sportback tem 4,60m de comprimentos, ou seja, 1 centímetro a mais que o irmão, enquanto sua altura é 1,60 m (1 cm mais baixo). Já a largura (1,90m) e sua distância entre eixos de 2,77 m são as mesmas nos dois modelos. O grande diferencial da versão Sportback é sem dúvida o visual. Chama a atenção o desenho do teto que se inclina para baixo na traseira em uma curva bem harmoniosa até se encontrar um aerofólio horizontal na base do vidro. De acordo com a Audi, o objetivo foi transmitir a sensação de maior comprimento em relação ao irmão SUV. Além disso, seu coeficiente é 0,26 e, assim, fica 0,01 abaixo do SUV Q4 e-tron. Outro ponto de destaque está na traseira que segue a recente linguagem de estilo da Audi. A lanterna é quase que uma peça única integrada por um fino traço de luz central. Os elementos internos em LED também remetem aos lançamentos atuais da marca, mas com personalidade própria que o caracterizam como um modelo e-tron. Com a ausência de escapamentos, a Audi também criou um para-choque mais trabalhado com difusor e lâminas horizontais chamando a atenção para o logotipo e-tron iluminado no meio. Na parte da frente, o Q4 e-tron Sportback traz uma grade com superfície estruturada e fechada, o logotipo da marca das quatro argolas na parte superior e o emblema e-tron também presente na parte inferior do para-choque. As grandes molduras laterais, neste caso, são meramente soluções de estilo. Construído sobre a nova plataforma MEB, projetada especificamente para veículos com sistemas elétricos de tração, traz a mesma versatilidade das consagrada MLB e MQB do Grupo Volkswagen. Seu sistema propulsor é formado por um motor elétrico instalado na traseira que despeja potência de 150 kW (204 cv) e torque de 31,6 kgfm, e outro motor dianteiro de 102 cv e 15,3 kgfm. Combinada, a potência total é de 225 kW (306 cv). Com a tração nas quatro rodas e o torque entregue quase que instantaneamente, as duas versões do Q4 aceleram de zero a 100 km/h em apenas 6,3 segundos enquanto a velocidade máxima é de 180 km/h, números interessantes ao considerar que somente as baterias pesam 510 kg.  Por falar nelas, as baterias, relativamente grandes, estão instaladas no assoalho do veículo e armazena, 82 kWh. Isso confere ao Q4 e-tron autonomia superior a 450 km de acordo com o padrão WLTP. Versões com tração traseira oferecerão uma autonomia superior a 500 km, também de acordo com o padrão WLTP. Segundo a Audi, as baterias são carregadas com no máximo 125 kW, o que significa um pouco mais de 30 minutos para atingir 80% da capacidade total. Na busca pela dirigibilidade perfeita, a marca aproveitou o centro de gravidade baixo e fez a distribuição da carga nos eixos balanceada em quase 50:50. A suspensão tem um eixo MacPherson com amortecedores adaptativos na dianteira enquanto existe um eixo multilink com molas separadas e amortecedores adaptativos na traseira. A construção elétrica com motores menores, ausência do túnel da transmissão e plataforma específica para veículos elétricos mostra seu benefício no interior. Mais espaço, aliado ao entre-eixos de 2,77 m, possibilitaram um bom aproveitamento interno. Acionamento por botões no console central dão um toque moderno necessário a um carro elétrico atual. Cores mais claras, mesclando cinza, preto e vários revestimentos mais claros ampliam ainda mais a sensação de espaço interno. A produção do novo Audi Q4 e-tron e Q4 Sportback e-tron começam em 2021 e fazem parte do plano E-initiative que prevê o lançamento de mais de 20 modelos com tração elétrica até 2025. As vendas do Q4 e-tron devem começar no segundo semestre do próximo ano e a versão Sportback em seguida. Fonte: Motor1
Ler mais
05/06/2020
Flagra: Audi Q5 Sportback sai da toca e confirma estilo cupê
Depois do topo de linha Q8 e do intermediário Q3, o próximo crossover da gama Audi a ganhar uma variante Sportback será o Q5. Até então tratada apenas como especulação, a inédita carroceria cupê já está sendo desenvolvida e deverá chegar ao mercado ainda neste ano junto com a reestilização do Q5 tradicional.  Visualmente, a receita a ser seguida será a mesma já vista no Q3 Sportback. Ou seja, dianteira e laterais praticamente idênticas, mas traseira com design exclusivo e caimento de teto próprio inspirado em modelos do tipo cupê. O objetivo será rivalizar diretamente com BMW X4 e Mercedes GLC Coupé. Na mecânica, a plataforma do Sportback naturalmente será a mesma do Q5, apenas co ajustes específicos na suspensão e na direção para fazer jus à proposta mais esportiva. Os motores também serão os mesmos, com destaque para o 2.0 turbo a gasolina que atualmente é principal opção de propulsão do modelo. Dependendo do mercado, haverá também uma opção híbrida do tipo plug-in. Posteriormente, serão lançadas variantes com dinâmica preparada, como a SQ5 que atualmente tem motor 3.0 V6 turbo com mais de 350 cv. Os preços no mercado europeu ficarão cerca de 2.000 euros acima do Q5 convencional. Fonte: Motor1
Ler mais
11/05/2020
Audi R8: feito sob medida
O Audi R8 é um carro de números impressionantes. Quer ver só? Equipado com motor V10, que gera 610 cavalos de potência e 560 Nm de torque, é capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em meros 3,2 segundos a atingir 330 kmh de velocidade final. Sim, é um legítimo esportivo, melhor dizendo, um superesportivo. Dando sequência à nossa sopa de números: a versão 2021, que começará a ser vendida no Brasil em 2021, dispõe de 10 itens personalizáveis, possibilitando nada menos do que 1,6 milhão de diferentes combinações. Podem ser alteradas cor externa, side blade (lâmina lateral), acabamento externo, capa do retrovisor, cor do logotipo da Audi, design de rodas 20”, pinças de freio, acabamento interno, revestimento do teto e padrão do revestimento dos assentos. Contou? Somou 10? Ótimo, sigamos! O design reflete o caráter poderoso do modelo. Um capô extenso, uma traseira com linhas fluidas e a distância entre as rodas dianteira e traseira relativamente curta. Aos números: o comprimento total é de 4,42m, a altura é de 1,24m, a largura tem 2,03m e o entreeixo, de 2,65m. Por fim, o número que define se este carro pode ser meu, seu ou de quem puder pagar. Os potenciais interessados terão acesso a um catálogo da linha 2021 do Audi R8 em sua concessionária de preferência e devem confirmar o pedido até 14 de maio. Fonte: Exame
Ler mais
03/03/2020
Audi lança a quarta geração do A3, confirmada para o Brasil
A Audi apresentou nesta terça-feira (3), em sua sede, na cidade alemã de Ingolstadt, a quarta geração do A3, um dos seus produtos mais importantes. A fabricante disse que ele será vendido no Brasil, mas ainda não há uma data de lançamento. Inicialmente, ele chega na versão hatch, mas a empresa confirmou que também haverá versões sedã e esportivas, S3 e RS 3. A apresentação estava prevista para acontecer no Salão de Genebra – cancelado após o governo da Suíça proibir todos os eventos com mais de mil pessoas. A solução encontrada pela organização e parte das fabricantes foi realizar um "dia de imprensa virtual", com as apresentações sendo feitas via internet, no mesmo horário em que estavam previstas as coletivas no evento suíço.   A3 mais refinado O novo A3 segue a identidade visual da Audi. Isso quer dizer faróis maiores e mais recortados, além de uma grade mais generosa. A carroceria cresceu 3 cm, chegando a 4,34 metros de comprimento. No entanto, o entre-eixos de 2,64 m e o porta-malas, de 380 litros, não foram alterados. Vale lembrar que ele compartilha a plataforma com o Golf, que também ganhou uma nova geração recentemente. Por enquanto, a Audi revelou apenas duas motorizações para o A3: um 1.5 de quatro cilindros e 150 cavalos a gasolina, já usado no Golf europeu, e um 2.0 diesel, com 116 cv ou 150 cv. O câmbio pode ser manual, de 6 marchas, ou de dupla embreagem, de 7 marchas. A tração é dianteira. A Audi já prometeu que irá lançar novas versões, com uma oferta maior de motores, tração integral e opções com conjuntos híbrido leve e híbrido plug-in, que pode ser carregado na tomada. O A3 ainda conta com algumas inovações em sua cabine. As saídas de ar voltadas para o motorista, por exemplo, estão em posição elevada. O quadro de instrumentos agora é digital, e a central multimídia cresceu, passando para 10,1 polegadas. A Audi afirmou que o novo A3 começa a ser entregue aos clientes europeus em maio. No entanto, as vendas serão abertas ainda este mês, com preços a partir de 28.900 euros, cerca de 2.000 euros a mais do que o modelo que está saindo de linha. Fonte: Auto Esporte
Ler mais
04/02/2020
Audi lança sistema para motoristas evitarem semáforos fechados
Ferramenta vai ser inicialmente testada em Dusseldorf, na Alemanha A Audi vai oferecer para seus clientes uma ferramenta que vai ajudar a evitar semáforos fechados. A novidade será disponibilizada inicialmente em Dusseldorf, na Alemanha. Os veículos A4, A5, A6, A7, A8, Q3, Q7, Q8 e e-tron fabricados a partir de julho de 2019 já possuem a tecnologia, que tem duas funções. A primeira é a "avaliação de velocidade otimizada para luz verde", que calcula a velocidade ideal para o motorista conseguir passar no maior número de semáforos verdes durante o trajeto. Além disso, é capaz de sugerir uma redução de velocidade para que o carro chegue ao cruzamento no momento exato em que a luz ficará verde. A segunda é o "tempo para o verde", que apenas faz uma contagem regressiva para que o próximo semáforo abra. Chefe de desenvolvimento de aplicativos e serviços conectados da montadora, Andre Hainzlmaier afirmou que a ferramenta visa melhorar a comodidade dos motoristas, aumentar a segurança no trânsito e incentivar um estilo econômico de dirigir. O executivo acrescentou que o maior desafio é prever com precisão como os semáforos vão se comportar nos próximos dois minutos. "A maioria dos sinais reage de maneira variável ao volume do tráfego e se adaptam continuamente aos intervalos nos quais mudam entre vermelho e verde", concluiu. Fonte: Olhar Digital
Ler mais
09/01/2020
Gigantesco SUV Q9 da Audi pode chegar ainda em 2020
O frenesi dos SUVs parece não ter fim. Hoje com uma linha bem abrangente de SUVs que vão de Q2 até Q7, excetuando-se apenas Q4 e Q6, além do elétrico e-tron, a Audi quer ter mais um utilitário esportivo em sua linha. O inédito Q9 viria para ser não somente o pináculo da marca das quatro argolas como também o maior modelo de sua história. Seguindo os passos de BMW e Mercedes-Benz que hoje têm os gigantescos X7 e GLS, o Audi Q9 será um SUV de porte avantajado, espaço para sete pessoas com bastante folga e visual robusto. Ele não terá estilo cupê como o Q8 da foto, atual SUV topo de linha da marca. Segundo a alemã Auto Bild, o lançamento do Audi Q9 está bastante próximo, com expectativa de que ele seja lançado já em 2020. Protótipos do SUV gigantesco ainda não foram avistados rodando, o que pode colocar seu lançamento para mais tarde. A plataforma escolhida será a MLB Evo, a mesma usada por todos os SUVs grandes de luxo do grupo Volkswagen, incluindo Audi Q7 e Q8, Bentley Bentayga, Lamborghini Urus e Porsche Cayenne. Espere por motorização híbrida ou conjunto mecânico rompendo a barreira dos 600 cv em um provável RS Q9. Fonte: iCarros
Ler mais
05/12/2019
Novo Audi A3 Sedan: projeção antecipa modelo que será lançado em 2020
Com base nos mais recentes flagras, desenho terá inspiração do A4 Enquanto o atual Audi A3 Sedan tem produção em São José dos Pinhais (PR) garantida até o final de 2020, na Europa a nova geração do modelo tem uma nova geração esperada para o começo do próximo ano. Com algumas unidades já rodando com pouca camuflagem, foi possível ter uma boa ideia que vem por aí, como antecipa esta projeção do site russo Kolesa.ru.  A inspiração vem do irmão maior Audi A4. Como acontece normalmente na Audi, as famílias compartilham o DNA de design e alguns elementos. Pós-flagra do novo A3 Sedan, podemos realmente dizer que ele vai se aproximar do A4 em termos visuais. Por dentro, a inspiração deverá ser o novo Q3, inclusive com a nova central multimídia sensível ao toque com uma nova interface, hoje presente no Q8. Apesar de manter a plataforma MQB, o novo A3 deverá beber da mesma fonte do novo VW Golf MK8, melhorando esta base para, além de entregar maior espaço interno, estar pronto para a eletrificação, seja híbrida ou totalmente elétrica. Também haverá versões híbridas-leve, com o sistema de 48 volts auxiliando o motor a combustão em algumas situações. Tudo isso pois o A3 Sedan, que praticamente inaugurou este segmento, agora vê dois novos concorrentes ao seu lado: Mercedes-Benz Classe A Sedan e BMW Série 2 Gran Coupé.  A apresentação global do novo A3 Sedan acontecerá em 2020, logo depois do modelo hatchback. Sua vinda ao Brasil é dada como certa, tanto pelo sucesso da atual geração, quanto pela presença de seus concorrentes diretos em nosso mercado. Será uma opção mais acessível ao Audi A4, que ganhará equipamentos e uma reestilização por aqui, já apresentada na Europa, e deverá subir de preço. O novo A3 deverá ser uma das estrelas do Salão do Automóvel de São Paulo em 2020, com vendas em 2021. Fonte: Motor 1
Ler mais

Anterior
Próximo
1 / 6
Audi
Center S. J. dos Campos
Avenida Jorge Zarur, 181
Vila Ema - 12243-081
(12) 3904-2422
Audi
Center Mogi
Avenida Francisco Ferreira Lopes, 535
Vila Lavínia - 08735-200
(11) 4795-6070