12 3904-2422
Acompanhe-nos nas redes sociais:
12 3904-2422
Como chegar

Notícias



por página
Exibir:


08/05/2022
Lei de Proteção de dados
Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais Apresentação Ao usar este e os demais sites da Grupo Faberge, nós coletamos os dados automaticamente registrados durante a navegação dos visitantes, bem como aqueles voluntariamente fornecidos à ocasião do preenchimento de formulários, ferramentas de simulação e campos de autenticação para acesso a páginas restritas. A presente Política de Privacidade e Uso contém informações a respeito de quais são e como tratamos os dados coletados, utilizados para a gestão dos próprios sites, das respectivas contas dos participantes inscritos na Grupo Faberge, dos sistemas de gerenciamento de leads. Esta Política foi elaborada em conformidade com o Marco Civil da Internet no Brasil (Lei n° 12.965, de 23 de abril de 2014), com a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (Lei nº 13.709, de 14 de agosto de 2018) e com o Regulamento Geral Europeu de Proteção de Dados Pessoais – RGPD.   Diretrizes para a coleta e tratamento dos dados Os dados coletados ao longo da navegação dos usuários são tratados pela Grupo Faberge de forma legal, leal, ética, transparente e de modo confidencial, respeitando a privacidade das informações pessoais. Os procedimentos de segurança baseiam-se em infraestrutura de tecnologia da informação e medidas organizativas adequadas, capazes de proteger os dados coletados de tratamento não autorizado, perda, destruição ou danificação acidental. Os dados obtidos são utilizados apenas para as finalidades legítimas, de forma limitada aos objetivos para os quais são processados, e durante o período necessário ao cumprimento dos referidos objetivos. Em hipótese alguma os dados são alterados pela Grupo Faberge, exceto nos casos de incorreções verificadas pela entidade ou usuários e, nestes casos, as retificações ocorrem mediante fundamentação. A coleta de dados de forma automática, com os cookies de navegação, também pode ser interrompida, neste caso pelo próprio usuário, por meio de configuração em seu dispositivo e navegador, exceto nas ocasiões que configurem empecilho à execução de funcionalidades essenciais.   Dados coletados pelo site Dados de navegação – cookies: São pequenos arquivos de texto enviados automaticamente ao navegador de internet do usuário durante a visita a nossas páginas, e que registra a navegação. Dentre as informações obtidas com os cookies, estão: endereço IP, data e hora da navegação, geolocalização, página que originou o acesso ao site, sistema operacional, navegador e dispositivo utilizado para o acesso. Dados para envio de formulários: São os utilizados no preenchimento de formulários de contato e cadastre-se. Eles podem ser: nome, CPF, email, telefone, cidade, estado, empresa, teor da mensagem, arquivos de texto e imagem. Dados para autenticação de acesso: São os dados inseridos em campos responsáveis por direcionar o usuário à área de informações restritas.   Relação dos cookies e APIs utilizados Cookie Type Duration Description _ga first-party 2 anos Este cookie é instalado pelo Google Analytics. O cookie é usado para calcular visitantes, sessões, dados de campanha e acompanhar o uso do site no relatório de análise do site. Os cookies armazenam informações anonimamente e atribuem um número gerado aleatoriamente para identificar visitantes únicos.   first-party 1 minuto O Google usa esse cookie para distinguir usuários. _gid first-party 24 horas Este cookie é instalado pelo Google Analytics. O cookie é usado para armazenar informações de como os visitantes usam um site e ajuda na criação de um relatório de análise de como o site website está indo. Os dados coletados, incluindo o número de visitantes, a origem de onde eles vieram e as páginas foram exibidas de forma anônima. cookielawinfo-checkbox-necessary first-party 1 hora Esse cookie é definido pelo plug-in GDPR Cookie Consent. Os cookies são usados para armazenar o consentimento do usuário para os cookies na categoria 'Necessário'. cookielawinfo-checkbox-non-necessary first-party 1 ano Esse cookie é definido pelo plug-in GDPR Cookie Consent. Os cookies são usados para armazenar o consentimento do usuário para os cookies na categoria 'Não necessário'. Google Fonts third-party Indefinido A API Google Fonts foi projetada para limitar a coleta, armazenamento e uso de dados do usuário final ao necessário para veicular fontes com eficiência. Google Recaptcha third-party Indefinido A API reCAPTCHA funciona coletando informações de hardware e software, como dados de dispositivos e aplicativos, e enviando-as ao Google para análise.   Tratamento e uso dos dados coletados Melhoria do próprio site: Os dados obtidos por cookies de navegação são usados para quantificar o acesso ao site, identificar hábitos de navegação, páginas mais visitadas, dispositivos mais utilizados, origem do acesso (se foi direto ou se partiu de outro site, e neste caso qual), empresa patrocinadora do plano de onde se originou o acesso, quando o caso etc. Em resumo, é um mapeamento que permite conhecer a maneira como o site é usado e, consequentemente, melhorar a qualidade e disposição do conteúdo. Acesso à área individual do site: Os dados inseridos nos campos de autenticação do site (login e senha) são coletados de modo a identificar e viabilizar o acesso à área de informações individuais, restrita aos vendedores ou administrador. Interesses legítimos e hipóteses previstas em lei: além dos motivos explicitados nos itens anteriores, os dados coletados pelo site podem ser usados para situações tais como cumprimento de obrigação legal ou regulatória, exercício regular de direitos em processo judicial, administrativo ou arbitral (nos termos da Lei da Arbitragem – nº 9.307, de 23 de setembro de 1996), pesquisas de satisfação da entidade, realização de estudos atuariais. Também é importante destacar o que está fora do escopo de uso dos dados coletados. Neste sentido, ressaltamos que os sites da Grupo Faberge não têm por objetivo definir perfis (profiling), promovendo tratamento automatizado de dados pessoais para avaliar, analisar ou prever características dos usuários relacionadas ao seu desempenho profissional, situação econômica, saúde, fiabilidade, dentre outros. O tratamento de dados pessoais para finalidades não previstas nesta Política somente ocorrerá mediante comunicação prévia ao usuário. Em qualquer caso, os direitos e obrigações aqui previstos permanecerão aplicáveis.   Prazo de retenção e uso dos dados Cumprimento de obrigação legal ou regulatória; Exercício regular de direitos em processo judicial, administrativo ou arbitral (nos termos da Lei da Arbitragem – nº 9.307, de 23 de setembro de 1996); Para realização de estudos atuariais e de pesquisa de satisfação; Para transferência dos recursos do participante, em conformidade com o regulamento do plano e legislação vigente.   Compartilhamento dos dados Os dados coletados podem ser compartilhados, em situações tais como as expostas a seguir: Com prestadores de serviços responsáveis parcial ou totalmente pela gestão do site, para a execução e/ou restabelecimento de funcionalidades; Com prestadores de serviços responsáveis pelos canais de comunicação da Grupo Faberge, com o objetivo de divulgação consentida pelo usuário, quando se tratar de dados pessoais, e sem consentimento do usuário, quando se tratar de informações anonimizadas, agrupadas, de cookies ou formas que não o identifiquem pessoalmente; Com órgãos reguladores e fiscalizadores brasileira, auditores, atuários, institutos de pesquisa; Com autoridades legais, judiciais, administrativas ou arbitrais; Em casos de aquisição, fusão ou outras reorganizações societárias, respeitada a legislação geral, em especial a previdenciária.   Direitos e deveres dos usuários do site O usuário tem direito a acessar seus dados pessoais obtidos e tratados pelo site, e solicitar a retificação em caso de inexatidão ou ainda eliminação desde que a demanda não implique em descumprimento legal e/ou impedimento de processos inerentes à gestão da entidade. É direito do usuário limitar o tratamento de seus dados pessoais às finalidades da entidade e ao período necessário ao cumprimento dos objetivos legítimos para os quais são coletados. O usuário poderá exercer seus direitos por meio de solicitação enviada aos canais de atendimento e comunicação da Grupo Faberge, que tem o dever de executar a retificação ou eliminação dos dados, quando o caso, e informar o usuário, de forma embasada, sobre as medidas adotadas. É dever do usuário navegar com responsabilidade às informações pessoais inseridas nos sites, em especial, as que se referem à autenticação para acesso à página individual. Neste sentido, é dever ainda que durante a permanência como participante da Grupo Faberge, a fim de resguardar e de proteger os direitos de terceiros, o usuário forneça somente os seus dados pessoais ao site. O usuário deve se atentar para que o acesso e uso do site não infrinja direitos de propriedade intelectual da Grupo Faberge, não inclua mensagens e imagens com apologia ao crime, difamatórias, relacionadas à pornografia, de natureza racista e preconceituosa, e de cunho violento. O usuário também deve responder por suas ações e conteúdo transmitido pelo site, do ponto de vista da veracidade, da omissão de informações e, quando o caso, da reparação de danos causados à Grupo Faberge, terceiros e outros usuários.   Conclusão A Grupo Faberge desenvolveu a presente Política baseada sobretudo no princípio da transparência que, neste caso, aplica-se à forma lícita, ética, legítima, segura, responsável e confidencial com a qual trata os dados dos usuários ao longo da navegação. As diretrizes aqui explicitadas se restringem aos sites da entidade, não se estendendo a endereços de terceiros, disponíveis em nossas páginas e notícias por meio de links, sobre os quais o usuário pode clicar para ser direcionado. Ao utilizar o site da Grupo Faberge, o usuário consente com a Política de Privacidade e Uso. Por se tratar de um documento a se atualizar a qualquer tempo, em decorrência de eventuais mudanças normativas e/ou dos processos da entidade, recomendamos a consulta periódica a esta página, que apresentará sempre a versão mais atualizada.
Ler mais
03/05/2022
Já dirigimos: Audi RS3 é esportivo de respeito na era dos eletrificados
Apresentar um esportivo nos tempos atuais é um milagre. Basta ver o portfólio das marcas generalistas para perceber que praticamente todos desapareceram. Poucos sobrevivem, mas que estão perto da extinção ou, na melhor das hipóteses, se tornarão híbridos ou 100% elétricos.  Mas antes do fim do motor a combustão, estamos vivendo uma era dourada que, mesmo com muita eletrônica embarcada, ainda conseguimos nos divertir. O novo Audi RS3 é um desses bons exemplos, pois mantém seu aclamado motor 2.5 TFSI, de 5 cilindros, sem eletrificação e com um desempenho que o coloca diante de esportivos maiores. Como comparação, faz de 0 a 100 km/h em 3,8 segundos, como o Audi R8 V10 RWD de 540 cv.  Dinâmica melhorada Esteticamente, o Audi RS3 recebeu novos parachoques, uma grade dianteira destacada e maior e grandes entradas de ar. É equipado com faróis full LED e, como opcionais, pode receber os LEDs Matrix. A Audi até se permitiu algumas extravagâncias, como uma bandeira xadrez que aparece na apresentação de abertura do carro, enquanto no outro lado aparece a inscrição RS3. Em movimento, a bandeira ocupa os dois faróis.  Comparado com o RS3 da geração anterior, o novo tem 33 mm a mais de largura na frente e 10 mm na traseira. Os engenheiros também retrabalharam a suspensão e a parte de estrutura da carroceria, sendo o RS3 100 mm mais baixo que um S3 e 25 mm que um A3 normal, como o que temos no Brasil até o momento. Em cores, duas novas foram adicionadas no catálogo, como o Kyalami Green (do carro testado) e o Kemora Grey, vista apenas no R8. Diversos detalhes em carbono e alumínio completam o pacote.  Telas, telas e mais telas Por dentro, o RS3 recebe mudanças na comparação com um A3 normal. A Audi incorporou novas formas de exibição no painel de instrumentos, sendo um deles o RS Monitor, que exibe temperaturas de arrefecimento e de óleo do motor e câmbio, assim como a pressão dos pneus. A tela central hospeda um sistema completo e guarda um seletor de modos de condução com 7 opções, dois deles opcionais no pacote RS Dynanic Plus, opcional.  Em espaço, embora não seja algo importante em um esportivo como o RS3, não é um destaque. No porta-malas, apenas 282 litros no Sportback e 321 litros no Sedan, como o que andamos na França.  Um clássico melhorado O motor do RS3 segue como o centro das atenções. Mesmo depois de tantos anos de história e 9 vezes premiado como o "Motor Internacional do Ano", o famoso 2.5 TFSI de 5 cilindros segue (bem) vivo, mesmo com tantas normas ambientais que assolam o mundo automotivo. Como a geração anterior, ele desenvolve 400 cv (de 5.600 a 7.000 rpm), mas agora com 51 kgfm de torque (500 Nm) de 2.250 a 5.600 rpm, um aumento de 1,1 kgfm na comparação com o anterior.  Com isso, ele chega aos 100 km/h em 3,8 segundos, enquanto a velocidade máxima é limitada a 250 km/h, ou 280 km/h com pacote opcional. No já citado RS Dymanic Plus, ele chega aos 290 km/h. A potência é transmitida para as rodas com uma tração integral e câmbio automatizado de dupla embreagem de 7 marchas, na qual a Audi aumentou a velocidade de trocas. O sistema de escape tem um conjunto de válvulas variável, com diversas posições. Ajustado através do seletor de modos de condução, pode ser totalmente aberto nos modos Dynamic e RS Performance para dar ênfase ao motor, embora tenha perdido alguns pipocos da geração anterior - provavelmente por algo ambiental... Mas a principal novidade desta geração do RS3 é a chegada de um diferencial traseiro ativo. Ele substitui o antigo diferencial traseiro por um conjunto de embreagem multidisco controlado eletronicamente, que garante a quantidade certa de torque para cada roda traseira. Em uma condução mais dinâmica, o diferencial ativo aumenta o torque para a roda externa, ajudando a reduzir as saídas de frente.  Este diferencial também permite andar de lado, o drift. Ele direciona a potência para apenas uma das rodas traseiras, com até 178,5 kgfm de torque. A Audi desenvolveu até um modo de condução pra isso, o RS Torque Rear. Há também o RS Performance, que define automaticamente as configurações de motor e transmissão para o uso nas pistas.  Ao volante O novo Audi RS3 é diferente, mesmo que tenha o mesmo motor e mais ou menos as mesmas características. O turbolag abaixo das 2.500 rpm ainda está lá, mas quando realmente se pressiona o acelerador, o ronco te lembra que ali está um 5-clindros premiado e apaixonante. Com o controle de largada, a saída é rápida e semelhante a um Audi R8. É algo impressionante para um compacto, mas nada inédito. Nosso test-drive aconteceu ao lado do Mont Ventoux, na França, com diversas condições climáticas até seu cume, e muitas curvas. As curvas, que eram as piores inimigas do antigo RS3, mas que se reconciliaram com o novo, pois as contorna com desejo e delicadeza. Com cerca de 60 kg a mais que o anterior, os 1.575 kg do nosso RS3 Sedan são fáceis de domar e até freamos cedo demais em algumas entradas de curva, já que ele melhorou muito esse ponto.  Se isso acontecer, aproveite. Basta acelerar e a força vai para a roda traseira externa e ajuda a fazer essa curva com o novo diferencial. Se quiser mesmo, até consegue andar de lado de forma simples. Basta entrar mais devagar e acelerar mais cedo, com a traseira nos dando uma bela amostra do que pode fazer antes de colocar as dianteiras retas e acelerar rápido, muito rápido.  Para se ter o máximo, considere configurar o RS Program Individual, onde se pode ajustar o ESP, o diferencial e a direção para o modo Dynamic. Para seu próprio bem, também pode configurar a suspensão, com o pacote Dynamic Plus.  Como no Ventoux as curvas te jogam de um lado para o outro, dá para detectar um dos pontos negativos deste RS3. Os bancos não oferecem o apoio necessário e são esportivos apenas no nome, apesar de ao menos serem confortáveis. Um conjunto mais concha não teria sido má ideia.  No antigo RS3, o sistema de freios era um de seus problemas, subdimensionados diante do seu desempenho. O novo RS3 agora está equipado com um conjunto de série com pinças de 6 pistões, maiores que o anterior. Como mencionado, os freios de cerâmica são opcionais e são 10 kg mais leves que os de aço. Seu diâmetro é semelhante ao conjunto de um Audi R8 e, claro, freiam forte, embora preferíamos ter o conjunto de série de aço para poder comparar com o anterior.  O novo Audi RS3 fica confortável na pista, como evidenciado com seu tempo de 7:40 em Nürburgring, quando equipado com os itens certos: os pneus Pirelli Trofeo R (opcionais em rodas específicas de 1.400 euros na Europa) e os freios de cerâmica (5.850 euros). Mas fique tranquilos, os pneus que vem de série nas rodas de 19" já fazem o trabalho perfeitamente, ao menos em estradas e ruas. Conclusão O novo Audi RS3 só poderia sair com uma avaliação positiva, principalmente no atual cenário, mas também em referência ao anterior que não era muito divertido, onde o motor 2.5 turbo era apenas um fardo a ser carregado na dianteira.  Muito disso se resolveu com o novo diferencial traseiro. Agora sim o conjunto do RS3 está no mesmo nível de seu fabuloso motor, mesmo que sua vida não seja muito mais longa pelas normas ambientais. Este pode ser o último RS3, mas ao menos é um bom RS3. Fonte: Motor1
Ler mais
14/03/2022
Audi Q6 e-Tron mostra os faróis da versão de produção pela 1ª vez
O desenvolvimento do próximo Audi Q6 E-Tron segue a todo vapor com a montadora alemã testando extensivamente o futuro SUV elétrico de porte médio desde o ano passado. No entanto, as fotos do flagra mais recente nos apresentam uma novidade.  Nossos fotógrafos espiões viram o protótipo Q6 E-Tron na Suécia mais uma vez – agora usando o conjunto óptico de produção na dianteira e traseira pela primeira vez. Só desconsidere os faróis de longo alcance no teto, eles provavelmente estão lá apenas para uso de emergência. A maior surpresa aqui é que o Audi Q6 E-Tron está usando um conjunto de faróis do tipo split. Como na maioria dos designs de faróis divididos, a parte superior parece estar reservada para luzes diurnas de LED e também luzes indicadores de mudança de direção. A traseira também recebe as lanternas de produção, com gráficos horizontais em oposição às lâmpadas redondas vistas anteriormente. O Audi Q6 E-Tron ficará posicionado entre o Q4 E-Tron, na base da plataforma MEB, e o modelo maior Audi E-Tron, baseado em uma versão modificada da arquitetura MLB. Os detalhes do trem de força elétrico do Q6 e-Tron ainda são escassos no momento. Entretanto, há rumores de que um Q6 E-Tron com a marca RS também chegará ao mercado, produzindo cerca de 600 cavalos de potência (447 kW) e 84,6 kgfm de torque - o que ainda não está confirmado.  Usando a arquitetura PPE, o Q6 E-Tron compartilhará suas bases com o Porsche Macan elétrico. O Macan EV será revelado antes do Q6 E-Tron este ano, mas ambos os modelos chegarão ao mercado somente em 2023. Tanto o Audi Q5 como o Macan não-elétrico serão vendidos lado a lado com seus equivalentes elétricos. Fonte: Insideev UOL
Ler mais
11/01/2022
Novo Audi A3 chega agora com versão S e motor 2.0
A Audi acaba de anunciar a versão S line para o  recém-lançado Audi A3. Ela estará disponível tanto na carroceria sedã quanto na Sportback. A versão é equipada com o motor 2.0 TFSI e câmbio S tronic de sete velocidades. As primeiras unidades desta versão começam a chegar nas concessionárias nos próximos dias. Modelo conta com motor 2.0 de 194 cv de potência A nova geração do A3 Sedan e A3 Sportback na versão S line conta com o motor 2.0 TFSI a gasolina, que entrega potência de 190 cv de potência e torque de 320 Nm, e a transmissão S tronic de dupla embreagem de 7 velocidades – é o mesmo conjunto que equipa a versão topo da gama Performance Black. O sistema de suspensão traseira é independente e combina agradável conforto de condução com boa dinâmica. O Audi drive select também é de série em todas as versões e permite que o motorista experimente diferentes modos direção: comfort, dynamic, efficiency, auto e individual. Audi A3 apresenta design esportivo As novas gerações dos A3 Sedan e A3 Sportback apresentam proporções dinâmicas e design esportivo, com uma ampla grade frontal Singleframe e grandes entradas de ar na parte frontal. Os faróis e as lanternas são Full LED e contam com indicador dinâmico de setas na traseira de série. O design sofisticado e esportivo segue no interior com elementos inspirados no Lamborghini Urus, como as saídas de ar do painel e a nova alavanca de seleção de marcha. Conjunto de equipamentos O cockpit tem foco total no motorista e está equipado de série com um display sensível ao toque de 10,1″. O Audi Virtual Cockpit de 12,3” de série complementa as informações para o motorista e permite três visualizações diferentes, incluindo gráficos com visual esportivo. Os novos Audi A3 Sedan e Audi A3 Sportback se conectam ao smartphone do usuário através do Apple CarPlay ou Android Auto. Além dos itens de série já citados, a versão terá uma vasta lista de equipamentos: keyless, volante em couro com shift-paddles e base aplanada, kit exterior S line, rodas de 18” Audi Sport exclusivas, faróis Full LED, seis airbags, park assist, sistema de direção dinâmica progressiva, ar-condicionado de duas zonas e porta-malas com abertura automática hands-free. A versão ainda conta com o sistema de som Audi com dez alto falantes e pacote de luzes internas customizáveis. Os opcionais da nova versão 2.0 S line são pintura metálica, sistema de som premium Bang&Olufsen 3D e os revolucionários faróis Full LED Matrix, que agregam beleza e exclusividade ao A3 com assinaturas personalizadas ao entrar e sair do veículo. O modelo também oferece opção de inclusão do pacote de luzes ambiente customizáveis e o kit S line para o interior que contempla bancos esportivos com inscrição S line e costuras contrastantes, acabamento em couro nas portas e console central, volante em couro perfurado e com logo S line e pedaleiras em alumínio. Fonte: Garagem 360
Ler mais
09/12/2021
Novos Audi A3 chegam com muita sofisticação e desempenho
O modelo de maior sucesso da Audi no Brasil, retorna ao mercado nacional importado nas versões sedã e sportback. O A3 chegou até a ser fabricado na fábrica de São José dos Pinhais, no Paraná.   O modelo, bem mais sofisticado e elegante que o modelo anterior, desembarca com duas motorizações: a Performance Black, com motor 2,0 litros TFSI, e em um lote limitado da versão com propulsor 1,4 litro TFSI, batizada de S line Limited. Esportivo As novas gerações dos A3 Sedan e A3 Sportback apresentam proporções dinâmicas e design esportivo, com uma ampla grade frontal Singleframe e grandes entradas de ar na parte frontal. Os faróis e as lanternas são Full LED e contam com indicador dinâmico de setas na traseira de série. Com 4,34 metros de comprimento e 1,82 metros de largura, o A3 Sportback cresceu pouco mais de três centímetros nestas duas dimensões em comparação com seu antecessor. A altura de 1,43 metros e a distância entre eixos de 2,64 metros permaneceram inalteradas.    Dependendo da inclinação do banco traseiro, o compartimento de bagagem comporta entre 380 e 1.200 litros, o piso ainda pode ser regulado em diferentes alturas. A carroceria do sedã cresceu em todas as dimensões comparado com a geração anterior: os 4,50 metros significam que ele é 4 centímetros mais comprido e a distância entre eixos permanece inalterada. A largura aumentou dois centímetros, para 1,82 metros, e a altura subiu um centímetro, para 1,43 metros. Isso resultou em um aumento de dois centímetros na altura da cabeça na parte frontal, além de mais espaço para os cotovelos. Com 425 litros, a capacidade de bagagem é a mesma do modelo anterior. Dentro Como é tradição dos modelos da Audi, o interior é muito sofisticado e bonito. O interior, com elementos inspirados no Lamborghini Urus, como as saídas de ar do painel, a nova alavanca de seleção eletrônica de marcha que utiliza o conceito shift-by-wire, sem o botão de trava mecânica que antes precisava ser acionado para realizar a troca.  O cockpit tem foco total no motorista e está equipado de série com um display sensível ao toque de 10,1 polegadas. O Audi Virtual Cockpit de 12,3" de série complementa as informações para o motorista e permite três visualizações diferentes, incluindo gráficos com visual esportivo. Os novos Audi A3 Sedan e Audi A3 Sportback se conectam ao smartphone do usuário através do Apple CarPlay ou Android Auto. Motor A nova geração dos modelos A3 na versão Performance Black chega com o competente motor de dois litros TFSI a gasolina, que entrega potência de 190 cavalos e torque de 320 Nm, a transmissão que acompanha o conjunto é a S tronic de dupla embreagem de sete velocidades. Já a edição limitada 1.4 S line Limited recebe o não menos competente motor de 1,4 litro TFSI a gasolina, que entrega 150 cavalos de potência e torque de 250 Nm, e a transmissão automática tiptronic de oito velocidades.  O sistema de suspensão traseira é independente em todas as versões, que combina agradável conforto de condução com boa dinâmica. Cada amortecedor se adapta permanentemente às condições da estrada, à situação de direção e ao modo de direção, criando uma ampla distribuição entre um movimento de rolamento altamente confortável e um manuseio ágil. O Audi drive select também é de série em todas as versões e permite que o motorista experimente diferentes modos de direção: comfort, dynamic, efficiency, auto e individual. Isso também traz mudanças nas características da resposta do acelerador, câmbio e da direção progressiva, por exemplo, que varia sua relação dependendo do ângulo de direção. Fonte: Auto ON
Ler mais
09/11/2021
Teste: Audi RS e-tron GT tem alta carga de esportividade e personalidade
Chegamos à era em que o superesportivo mais potente e rápido da Audi não é um R8 e tampouco é movido por grandes motores V8 ou V10, mas sim por um conjunto totalmente elétrico. Esse é o RS e-tron GT, modelo mais poderoso já produzido pela marca e que chega ao Brasil.  O RS e-tron GT é o tipo de carro que todos os antielétricos deveriam ter a oportunidade de guiar em uma pista, isso porque o desempenho e a dirigibilidade do modelo despertam emoções que nos fazem esquecer do silêncio a bordo (quebrado apenas pelo barulho dos pneus e de um interessante ruído virtual).  Suas acelerações são vertiginosas e fazem os ocupantes grudarem no banco e arregalarem os olhos, especialmente pela entrega instantânea dos 84,6 kgfm de torque vindos dos dois motores, um para cada eixo. Junto dos 646 cv máximos com overboost, ele foi de 0 a 100 km/h em 3,3 segundos em nossos testes.  A direção é precisa, a suspensão a ar e adaptativa tem ajuste bastante firme, o centro de gravidade é baixo pela acomodação das baterias no assoalho, o coeficiente aerodinâmico (0,24) é o melhor entre todos os esportivos da Audi, e o eixo traseiro dinâmico esterça em até 2,8 graus de acordo com a velocidade.  A tração integral tem funcionamento elétrico, prometendo ser até cinco vezes mais rápida, e foca em eficiência na tração dianteira. Tudo isso permite que o RS e-tron GT seja extremamente divertido, contornando as curvas com precisão e retomando as acelerações sem dar sinal algum de uma possível escapada.  Para boas acelerações também são necessários bons freios. Nesse caso, a disco com uma camada de carboneto de tungstênio, que promete melhor desempenho, durabilidade até 30% maior e nada de sujeira nas rodas de 21 polegadas. Tanto equilíbrio mecânico e tecnológico faz com que ele divirta sem assustar, mesmo sendo levado ao limite.  Além da esportividade, o modelo ainda faz muito bonito com altas cargas de tecnologia, luxo e exclusividade. A lista de itens de série do RS e-tron GT inclui faróis de LEDs matriciais com laser, sistema de som Bang&Olufsen 3D, piloto automático adaptativo, sistema de estacionamento semiautônomo, ar-condicionado de três zonas, bancos dianteiros com aquecimento e ventilação e quadro de instrumentos digitais. O teto padrão é panorâmico de vidro, mas também opcionalmente é possível ter um teto de carbono – mais rígido e leve.   Para levar as bagagens, o Audi RS e-tron GT possui dois porta-malas: um dianteiro, com 85 litros, e um traseiro, com 350 litros de capacidade.   Para garantir que cada cliente possa ter um carro único, a Audi oferece mais de 1,4 milhão de combinações com possíveis variações entre cores da carroceria, da grade, dos retrovisores e das pinças de freios, modelos de rodas e acabamentos internos.  Fonte: Quatro Rodas
Ler mais
30/09/2021
Novo Audi Q4 Sportback e-tron disponível em Portugal
O novo Audi Q4 Sportback e-tron junta-se ao Audi Q4 e-tron na categoria dos primeiros SUV 100% elétricos a chegar ao mercado e os primeiros modelos desenvolvidos com base na plataforma modular MEB do Grupo Volkswagen. Ambos impressionam com uma nova dimensão de espaço no interior e soluções pioneiras no que diz respeito à operacionalidade e sistemas de assistência à condução: do volante multifunções ao head-up display com realidade aumentada, que projeta informações à frente do condutor, numa perspetiva equivalente a uma diagonal de cerca de 70 polegadas, e que é uma novidade absoluta na Audi. Um novo passo na linguagem da Audi: o design exterior Com o Q4 Sportback e-tron, a Audi dá o próximo passo na linguagem de design dos seus modelos elétricos. Um design que impressiona, graças às proporções marcantes – grande distância entre eixos, com linhas musculadas e desportivas. Graças à sua versatilidade, o Audi Q4 Sportback e-tron é o parceiro ideal em todas as situações. Tem 4,588 metros de comprimento, 1,865 metros de largura, 1,614 metros de altura e 2,764 metros de distância entre eixos. A parte dianteira é surpreendente e a secção traseira é imponente e poderosa; a silhueta lateral é acentuada e a linha do tejadilho flutuante e especialmente baixa, ao estilo coupé. O spoiler de tejadilho e a forma impressionante do difusor do para-choques, com linhas horizontais, bem como o logótipo e-tron iluminado ao centro, acentuam o caráter desportivo. O design futurista é tipicamente Audi. Tão funcional quanto aerodinâmico.. Está disponível em oito cores para a carroçaria, incluindo a nova tonalidade metalizada Aurora violet. Aparência distinta e caráter desportivo Tudo gira em redor da criação de uma aparência desportiva. Um exemplo são as jantes de liga leve Audi Sport de 21 polegadas (opcionais), com design aerodinâmico de cinco braços em preto brilhante. Estão também disponíveis outras opções de jantes, igualmente atraentes, com dimensões que variam entre as 19 e as 21 polegadas. A iluminação exterior é integralmente em LED, estando disponíveis, em opção, as óticas dianteiras LED Matrix, que introduzem quatro assinaturas luminosas distintas, possíveis de escolher pelo condutor através do ecrã do sistema de infoentretenimento. A escolha destas quatro assinaturas de luzes diurnas – que o condutor pode alternar no sistema operacional MMI touch –, combinadas com a sequência de luz dinâmica, demonstram de forma impressionante a tecnologia de iluminação progressiva. Qualquer um dos sistemas ilumina sempre a estrada com a maior intensidade possível, sem encandear os outros utilizadores. Na secção traseira, uma faixa liga as unidades de luz. Um veículo para tudo e todos: e-mobilidade diária para todas as situações O espaço disponível no interior é comparável ao de um SUV de segmento superior, na sequência da ausência do túnel central. A sensação de espaço não se limita aos bancos dianteiros, com um generoso espaço para as pernas; os passageiros do banco traseiro também beneficiam da vantagem da plataforma modular MEB para veículos elétricos do Grupo Volkswagen: os bancos traseiros são montados numa posição cerca de sete centímetros mais elevada do que os dianteiros, para que os respectivos ocupantes também possam usufruir de uma ampla visibilidade. A capacidade do porta-bagagem varia entre 535 e 1460 litros (banco rebatível na proporção 40/20/40). A capacidade de reboque é até 1000 kg (1200 kg nas variantes quattro). Sendo um automóvel versátil e familiar, o Audi Q4 Sportback e-tron oferece ainda outras soluções de arrumação, fornecendo um volume total de 24,8 litros, incluindo o porta-luvas. Os porta-garrafas integrados na parte superior das portas são outro pormenor: mesmo garrafas de 1 litro podem ser arrumadas com segurança e com um alcance ideal. O interior progressivo do Audi Q4 Sportback e-tron é caracterizado pela inovação tecnológica, espírito desportivo e funcionalidade. Além disso, o volante de nova geração espelha o futuro dos modelos elétricos: os raios superiores apresentam superfícies em preto com áreas funcionais iluminadas, para indicar os botões que estão ativos; ligeiras saliências separam-nos uns dos outros, tornando-os mais fáceis de usar, e os botões fornecem um suave feedback tátil quando pressionados. O painel de instrumentos está direcionado para o condutor e dividido em áreas separadas, integrando dois ecrãs que são, ao mesmo tempo, elementos de design. Também totalmente novo é o volante multifunções, que o condutor utiliza para controlar o painel de instrumentos digital. Além do head-up display com realidade aumentada, destaque para o sistema de infoentretenimento MMI com ecrã tátil de 10,1 polegadas, que estará brevemente disponível com 11,6 polegadas. O controle de voz natural fornece a terceira interface operacional. O head-up display de realidade aumentada sobrepõe as informações fornecidas por alguns dos sistemas de assistência e os símbolos de navegação de uma forma conveniente para o condutor visualizar. Essas informações são exibidas dinamicamente num grande plano de visão, aparecendo numa imagem virtual, a uma distância simulada de, aproximadamente, dez metros ou mais do condutor, criando um efeito surpreendente. O revestimento dos bancos, constituído por poliéster reciclado (PET), está disponível para o interior desportivo do nível S line. Fonte: Auto News
Ler mais
30/08/2021
Inédito, Audi Q5 e-tron aparece em imagens de patente
Patentes vazadas mostram como será o SUV elétrico. A família de carros elétricos da Audi está crescendo. Ela já tem um SUV elétrico, o Audi e-tron, e já prepara a apresentação de mais um. O inédito Q5 e-tron teve seu visual revelado antes da hora pelo departamento de patentes chinês.   Ele chegou a ser antecipado pelo Audi Shanghai Concept, apresentado em abril. Em sua versão de produção, será mais barato que o Audi e-tron, e posicionado entre o futuro Audi Q4 e o Q7.  Baseado na plataforma MEB, o Q5 e-tron terá versão com dois motores e tração integral, gerando 306 cv e 31,7 kgfm. Essa configuração, provavelmente, será reservada para uma versão topo de linha.   Outras duas versões com apenas um motor e tração dianteira também estarão disponíveis. Para a intermediária, espera-se potência próxima aos 200 cv. Já o modelo de entrada, deve ter cerca de 178 cv. O conceito teve alcance anunciado de 560 km (baseado nos ciclos de testes da WLTP).   Imagens de uma mula de testes, muito próxima da versão de produção, assim como a de patentes registradas na China, já circulam pela internet. Diferente daquele que foi mostrado em abril, foi possível ver o interior (o modelo apresentado na China tinha vidros escurecidos) do conceito camuflado. O display digital e a tela de multimídia flutuante tornam o layout muito semelhante ao do Audi Q4.  Na parte externa, é possível encontrar muitas semelhanças com o Shangai Concept, principalmente nos faróis de LED e luzes diurnas. Na traseira, ele tem uma faixa de LED que interliga as lanternas, além de um spoiler.  Tudo indica, porém, que o Q5 elétrico será exclusivo para o mercado chinês e posicionado entre o Q4 e o Q7.  Enquanto isso, os Estados Unidos terão o Q6 e-tron, um outro SUV, mas que compartilhará a mesma plataforma do futuro Porsche Macan EV.  Fonte: Quatro Rodas
Ler mais
30/07/2021
Avaliamos os novos Audi Q5 e Q5 Sportback por mais de 500 km
Conforto, potência e luzes OLED garantem uma viagem tranquila, segura e rápida a bordo da nova geração do Q5. Imagine guiar os novos Audi Q5 e Q5 Sportback por mais de 520 km para avaliar o desempenho do modelo alemão? Foi exatamente isso que nós fomos convidados a fazer durante dois dias percorrendo estradas entre São Paulo e Poços de Caldas (MG).   Com motor quatro cilindros 2.0 TSFi de 249 cv de potência e 37 kgfm de torque, o novo Q5 pode chegar aos 237 km/h de velocidade máxima e seu 0-100 km/h é bem rápido para um SUV: 6,3 segundos. A transmissão automática é feita pelo câmbio S tronic de 7 marchas e a tração é integral quattro. O carro ainda recebe a assistência de um sistema elétrico de 12v para reduzir consumo e emissões de poluentes.   Já com o pé na estrada, avaliamos o primeiro trecho de SP até Holambra (SP), com uma rápida parada na Confeitaria Zoet em Zout, conduzindo o Q5 com a carroceria tradicional (de SUV), enquanto a segunda parte da ida até MG foi feita com o Sportback.   As duas opções garantem muito conforto e tranquilidade graças aos itens de assistência de condução, como o controle de cruzeiro adaptativo, assistente de permanência em faixa (entre 60 km/h e 250 km/h), frenagem automática de emergência, monitor de ponto cego, sensores de estacionamento e assistente de tráfego reverso.  Como avaliamos as versões topo de linha, elas também eram dotadas do head up display, projetando informações relevantes diretamente no campo de visão do motorista. É um item opcional bacana deste modelo para ficar atento em sua velocidade na estrada.   O Audi Drive Select, presente em vários modelos da marca, foi outro item que conseguimos testar bem tanto nas rodovias quanto em nossa experiência off-road em visita na Fazenda Irarema, nas proximidades de Poços de Caldas, onde pudemos conhecer um dos azeites mais premiados do mundo.  Na viagem de volta após nossa hospedagem no Palace Hotel nós aproveitamos para analisar o consumo de combustível guiando sempre próximo das velocidades limites das rodovias e a média do 2.0 a gasolina foi de 10,5 km/l.   Novo design e itens da parte interna  A nova geração do Q5 recebeu uma nova grade octogonal, novos para-choques e faróis, nova central multimídia MMI Touch de 10,1 polegadas, enquanto o painel digital é de 12,3 polegadas.   O ar-condicionado possui 3 zonas e o carro também é equipado com carregador de celular por indução, além de ter como novidade o emparelhamento de até dois smartphones com o veículo ao mesmo tempo por bluetooth.  As diferenças entre o Q5 e o Q5 Sportback  A diferença mais notável entre ambos está na parte externa do carro, principalmente por conta do estilo cupê da Sportback, com a coluna C mais inclinada e a caída da terceira janela lateral.   Outras mudanças são mínimas, como pudemos ver no porta-malas. O Q5 possui capacidade de armazenar 520 litros, enquanto o Sportback comporta apenas 10 litros a menos. Esses números podem ser ampliados com os bancos traseiros rebatidos: 1520 litros x 1480 litros, respectivamente.   Luzes OLED  O sistema inteligente de luzes OLED na traseira é adaptável e, além do design inovador, tem o objetivo de alertar veículos, pessoas ou objetos que estejam localizados atrás do Q5. Ele possibilita alguns desenhos de luzes e possui três tipos de assinaturas diferentes, mas lembre-se que é preciso escolher uma delas antes de comprar o carro.  Já os faróis full-LED Matrix permitem uma adaptação automática da distribuição de fachos de luz, algo que é mais perceptível na estrada à noite. Ainda na parte externa, as rodas podem ser de 19 ou de 20 polegadas.   Fonte: iCarros
Ler mais
30/06/2021
Novo Audi RS3 terá motor turbo de cinco cilindros e modo drift
Bastará um botão para mudar entre o equilíbrio para o dia-a-dia, e andar de lado em uma pista de corrida.  O Audi RS3 Sedan e RS3 Sportback irão oficialmente manter o motor 2.5 turbo de cinco cilindros em linha. A fabricante confirma a motorização e mais detalhes, além de divulgar novas imagens de dois modelos camuflados. O anúncio feito hoje (23) pela fabricante também revelou detalhes do novo diferencial com divisão de torque do RS3, que dá ao sedã e ao esportivo compacto ainda mais agilidade e equilíbrio. E terá até um modo drift. Ainda não temos todos os detalhes sobre as mudanças feitas no clássico motor 2.5 turbo de cinco cilindros, mas a Audi confirmou que o modelo produzirá 400 cv de potência e 51 kgfm de torque. A força pode ser a mesma, mas agora é entregue entre 5.600 e 7.000 rpm, mais cedo do que a geração anterior. O torque foi elevado em 2,03 kgfm e é transmitido por um sistema de dupla embreagem e 7 marchas para todas as quatro rodas. O RS3 alcança os 100 km/h em 3,8 segundos, e atinge velocidade máxima de 290 km/h. Esses números superam os 4,0 segundos do Mercedes-AMG CLA 45 e a velocidade máxima de 270 km/h. Poder incorruptível O que mantém toda essa força sob controle é o novo divisor de torque no eixo traseiro feito especialmente para o RS3. Usando uma embreagem multi-disco avançada em cada semi-eixo traseiro, o RS3 pode enviar energia ativamente para a direita ou esquerda, forçando a roda externa nas curvas para reduzir o subesterço e melhorar a dirigibilidade. Surpreendentemente, o menor RS da Audi pode enviar 100% do torque do motor para apenas uma das rodas traseiras em certas situações, o que traz muita flexibilidade e é algo que a própria empresa diz oferecer a estabilidade ideal. De acordo com a Audi, muitos pontos do hardware do RS3 são compartilhados com o Volkswagen Golf R e seu novo diferencial de vetorização de torque, embora o ajuste seja único. O seletor Audi Drive Select possui dois modos dedicados à direção esportiva. Além dos modos Conforto, Automático, Dinâmico e Eficiência, há o RS Performance que fornece o máximo de potência possível para o eixo traseiro, equilibrando o manuseio e reduzindo o subesterço para aceleração mais rápida - mas sem que a tração fique 100% traseira. Já o segundo modo novo é o RS Rear, que passa todo o torque para as rodas traseiras. Na prática, é o modo drift para quem quer queimar um pouco de pneu nas pistas, andando com o RS3 de lado. Como de costume, os modos de direção modificam o peso da direção, a resposta do acelerador e a rigidez da suspensão também. Falando nisso, o novo Audi RS3 oferece duas opções de suspensão diferentes. Os amortecedores padrões são estáticos, com partes como válvulas internas exclusivas do RS3. Como opcional, pode ser equipado com uma suspensão adaptativa que faz com que cada amortecedor reaja individualmente às imperfeições da estrada, utilizando os modos do Audi Drive Select pode-se determinar o quão firme ou suave eles se comportam em relação aos solavancos. Embora a Audi não tenha revelado oficialmente o RS3 na íntegra, tudo indica que o esportivo não irá perder muito da dinâmica e diversão ao dirigir do modelo anterior. Além do mais, parece que será ainda mais agradável para o motorista enfrentar uma serra montanhosa com o motor de cinco cilindros, pelo novo equilíbrio prometido. Esperamos conhecer o novo Audi RS3 ainda neste ano. Fonte: Motor1
Ler mais

Anterior
Próximo
1 / 8
Audi
Center S. J. dos Campos
Avenida Jorge Zarur, 181
Vila Ema - 12243-081
(12) 3904-2422
Audi
Center Mogi
Avenida Francisco Ferreira Lopes, 535
Vila Lavínia - 08735-200
(11) 4795-6070
Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao navegar em nosso site, você concorda com tal monitoramento. Para mais informações, consulte a nossa política de privacidade.
Saiba mais
Estou de acordo